Descarte de Equipamentos de Proteção Individual - EPI na Pandemia



O Estado de Pernambuco publicou na última semana a LEI Nº 17.018, DE 13 DE AGOSTO DE 2020, que dispõe sobre o acondicionamento, separação, manejo e descarte de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual - EPIs, durante a vigência do estado de calamidade pública em decorrência da pandemia do COVID-19.


Veja legislação na integra.


LEI Nº 17.018, DE 13 DE AGOSTO DE 2020.

Dispõe sobre o acondicionamento, separação, manejo e descarte de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual - EPIs, durante a vigência do estado de calamidade pública em decorrência da pandemia do COVID-19.

O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE PERNAMBUCO:

Faço saber que tendo em vista o disposto nos §§ 6º e 8º do art. 23, da Constituição do Estado, o Poder Legislativo decreta e eu promulgo a seguinte Lei:

Art. 1º O acondicionamento, separação, manejo e descarte de máscaras de proteção individual, mesmo que de fabricação artesanal e de outros Equipamentos de Proteção Individual - EPIs, em vias e logradouros públicos e em recipientes de lixo domiciliar ou comercial, durante a vigência do estado de calamidade pública em decorrência da pandemia do COVID-19, são regulados pelas disposições desta Lei.

Parágrafo único. A aplicação do disposto nesta Lei dar-se-á em conformidade com os princípios, objetivos, instrumentos, gestão e gerenciamento, responsabilidades e instrumentos econômicos previstos na Política Estadual de Resíduos Sólidos (Lei nº 14.236, de 13 de dezembro de 2010), e demais normas, inclusive da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, para o acondicionamento, separação, manejo e descarte de resíduos sólidos.

Art. 2º O acondicionamento, separação, manejo e descarte de máscaras de proteção individual, mesmo que de fabricação artesanal e de outros EPIs têm por objetivo evitar a propagação da Covid-19, bem como a proteção ao meio ambiente e à coletividade, em especial aos profissionais que trabalham na coleta, triagem, manejo e tratamento de recicláveis e resíduos sólidos.

Parágrafo único. É proibido o descarte de máscaras de proteção individual e outros EPIs juntamente com o lixo reciclável.

Art. 3º Deverão ser adotadas as seguintes medidas de acondicionamento, separação, manejo e descarte de máscaras de proteção individual, luvas e outros EPIs utilizados para evitar a propagação da Covid-19:

I - separação, para descarte, de todos os EPIs não reutilizáveis;

II - acondicionamento, em lixo comum ou convencional, colocando em sacos duplos, um dentro do outro, com até dois terços de sua capacidade preenchida, da máscara, guardanapo, lenços e EPI’s como protetor ocular, luvas, aventais, capote e macacões descartáveis; e,

III - utilização de lacre ou nó duplo, após o acondicionamento dos materiais, garantindo um melhor fechamento e isolamento do material dentro do saco.

Art. 4º O descumprimento do disposto nesta Lei sujeitará o infrator, quando pessoa jurídica de direito privado, às seguintes penalidades:

I - advertência, quando da primeira autuação de infração; e,

II - multa, a partir da segunda atuação de infração, a ser fixada entre R$ 500,00 (quinhentos reais) e R$ 5.000,00 (cinco mil reais), considerados o porte do empreendimento e as circunstâncias da infração.

§ 1º Em caso de reincidência, o valor da penalidade de multa será aplicado em dobro.

§ 2º Os valores limites de fixação da penalidade de multa prevista neste artigo serão atualizados, anualmente, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA, ou índice previsto em legislação federal que venha a substituí-lo.

Art. 5º O descumprimento dos dispositivos desta Lei pelas instituições públicas ensejará a responsabilização administrativa de seus dirigentes, em conformidade com a legislação aplicável.

Art. 6º Caberá ao Poder Executivo regulamentar a presente Lei em todos os aspectos necessários para a sua efetiva aplicação.

Art. 7º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio Joaquim Nabuco, Recife, 13 de agosto do ano de 2020, 204º da Revolução Republicana Constitucionalista e 198º da Independência do Brasil.

ERIBERTO MEDEIROS

Presidente


Fonte: https://legis.alepe.pe.gov.br/texto.aspx?id=51494&tipo=TEXTOORIGINAL

81 visualizações

Entre em contato

Escreva sua mensagem

QUALISEG CONSULT ME

CNPJ: 26.131.423/0001-34

Endereço comercial: Rua Escritor Israel Felipe, 130 - Sl 05 - Vila Roca, Cabo de Santo Agostinho - PE

 

ESCRITÓRIOS:

 

PERNAMBUCO

 

Escritório Recife

Rua João Eugênio de Lima, 143 - Sala 01 - Boa Viagem, Recife - PE

Escritório Cabo

Rua Escritor Israel Felipe, 130 - Sl 05 - Vila Roca,

Cabo de Santo Agostinho - PE

comercial@qualisegconsult.com.br

Telefone: 81 3518-0667

WhatsApp: 81 98846-3837

 

 

SÃO PAULO

Escritório Paulinia 

Rua Celso Camparotti, 481 - Parque Brasil 500 - Paulinia/SP. Cep: 13141-008


qualisegsp@qualisegconsult.com.br
Telefone:
19 98124-0603

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Politica de Entrega

Os nossos Cursos ON-LINE, são ministrados em ambiente de aprendizado online, e fora de nosso site. Após aquisição, eu acesso liberado em até 48h. Consulte-nos para mais informações.

Direitos reservados a Qualiseg Consult

Políticas de troca, devolução e reembolso

Você Poderá ter o  valor de compra de curso online reembolsado em até 7 dias, caso não consiga acesso ao ambiente de cursos.

SAC

Telefone: 81 3518-0667

WhatsApp: 81 98846-3837

sac@qualisegconsult.com.br

Pesquisa_de_Satisfação.png